Programa de Sustentabilidade FACESM/Colégio Empreender tem os primeiros resultados

Iniciado em 2018, em parceria com a OUY Inteligência Sustentável, o Programa de Sustentabilidade FACESM/Colégio Empreender gerou economia de água, energia elétrica e melhor destinação aos resíduos gerados nas dependências da faculdade e do colégio. Ao todo foram economizados cerca de R$15 mil, mais de 900 mil litro de água e mais de 15 % no consumo de energia elétrica.

O projeto foi realizado com a implantação da plataforma da OUY, que mês a mês recebia os dados de consumo de água e de energia elétrica e de geração de resíduo. A plataforma também foi alimentada com os consumos de 2017 de água e energia para que fosse possível uma comparação e geração de resultados. Os resíduos gerados pela FACESM e pelo Colégio Empreender foram pesados mensalmente e tiveram três destinações: a reciclagem, por meio da coleta realizada pela Acimar (Associação dos Catadores Itajubenses de Materiais Recicláveis); a compostagem dos resíduos orgânicos; e o aterro para os demais resíduos.

Para o engajamento dos professores, alunos e funcionários foram realizadas campanhas internas detalhando o projeto-piloto e abordando temas relacionados à sustentabilidade, como: a importância de economia quanto ao uso de energia, água e correto descarte de resíduos.

Para o diretor da FACESM e do Colégio Empreender, professor Cirineu Ferreira dos Santos, a participação das instituições em iniciativas como essa é um ato educacional. “Faz parte da nossa missão como instituições de ensino educar também em relação ao consumo consciente. Nossas riquezas naturais dependem das nossas atitudes”, reforçou.

Resultados

A economia de recursos durante o ano de 2018 foi significativa. A redução do consumo de água, comparado ao ano de 2017, foi de 36%, o que significa cerca de 900 mil litros de água, quantidade que corresponde ao que uma pessoa consome em cerca de 22 anos. Somente a redução do consumo de água gerou uma economia de cerca de R$6 mil.

O monitoramento da energia elétrica mostrou redução de 15,95% em relação ao ano de 2017. Essa economia seria suficiente para suprir nove residências durante um ano. O gasto total anual de energia teve redução de aproximadamente R$ 9 mil.

Já o impacto da destinação correta aos resíduos gerados na FACESM e no Colégio impactaram não apenas as instituições, mas também a vida de pessoas, uma vez que ajudou na geração de renda para a cooperativa Acimar e para pessoas em situação vulnerável. Os resíduos que em 2017 eram completamente destinados ao aterro, em 2018 se dividiram e, ao final do ano, 51,43% foi para o aterro, 28,32% foi destinado para reciclagem e 20,25% virou fertilizante por meio da compostagem.

impactos